20 de dezembro de 2011

História da aquisição da linguagem

Passava o tempo por seus olhos grandes sem que estes se dessem conta. A vida era satisfazer um corpo pequeno, peludo. Ora comida, ora água, ora cobertor, ora quedar parada vendo o tempo sem saber da existência do próprio tempo. Não esperava por nada. Tinha necessidades apenas - estava livre dos desejos, estes que corroem, até onde se sabe, apenas as almas humanas. Isenta da certeza de sua própria morte, a gata apenas existia em minha frente. Quando queria, vinha. Eu a invejava, pensando que se tivesse nascido gata talvez pudesse conhecer a plenitude de deus.

ficção 1

Si hablara tu lengua
Que bueno seria
Te convidar prum Carnaval
com os negos da Bahia

Y decirte, hombre
Que gostosa a sua mão
Pousada com carinho
Sobre mi piel del corazón

Aproveitava el english
pra te comunicar
Que em português tampouco
Lo sé poco para hablar

Diria come with me
And I'll show you my life
To show aprecio a la Brazil
E como é que a gente faz

Preguntaria de tu vida
Olvidaria de mi tiempo
Traduzia a saudade
Y lo más que yo siento

Y intentara hacerte
Entenderme en portugués
Pues tesão y sacanagem
No existen en inglés

And I would bring you
Pra comer uma banana
Pra bater um tamborim
Pra fumar marijuana

Lo pasarias de maravilla
Mi negro benbón
Y tu sonrisa abierta
No necesitava tradución