20 de outubro de 2012

Querido

Querido,
briga comigo
Me põe de castigo
Me impede que eu sigo


Querido,
me deixa que eu nego
Senão eu sossego
Querido, eu preciso


Que você me incomode
Não pergunta se pode
Me bate e não fode
Senão eu desisto


Querido,
pensa comigo:
Eu tô de vestido
Não é por acaso

Querido,
vem logo e vem raso
Canalha que eu caso
Querido, eu preciso 

Que você me incomode
Não pergunta se pode
Me bate e não fode
Senão eu desisto


Querido

Nenhum comentário:

Postar um comentário