5 de janeiro de 2013

Querido II

Prólogo.

Querido,
volto ao início
Nada era difícil
Cê cantava, eu abria

Querido,
eu tava encantada
Mas fui abortada
Querido, eu queria

Viver no seu acorde
Mas você me sacode
Diz que a gente não pode
Senão se aniquila

Querido
volto à origem
Aquela vertigem
Que eu te dei um dia

Querido,
hoje ela me empurra
Rumo a outra surra
Querido, eu queria

Viver no seu acorde
Ou sob o seu bigode
Nossa história implode:
Ou se ama ou vacila,

Querido

Nenhum comentário:

Postar um comentário